Fonofobia: causas y tratamiento - Audioactive

fonofobia causa um medo insano de sons altos. Embora compartilhe características com outros distúrbios, não deve ser confundida com hiperacusia, condição ligada a danos nos nervos auditivos. Já que a fonofobia está relacionada ao campo psicológico e não diretamente a um problema auditivo.

Esse transtorno causa estragos na qualidade de vida de quem o sofre, pois vivencia episódios de ataques de pânico, sudorese excessiva, náuseas, entre outros. No entanto, existem métodos que ajudam a atenuar os sinais desse distúrbio. Por isso, é importante um diagnóstico profissional realizado a tempo.

O que causa a fonofobia?

Como a fonofobia é um distúrbio relacionado à psique, é difícil saber uma causa específica dessa condição. No entanto, como outros tipos de distúrbios, acredita-se que esteja relacionado a experiências negativas do paciente ou uma consequência de outra condição.

Assim, uma causa provável é que o paciente tenha estabelecido uma relação entre um trauma e um som. Portanto, ao ouvir um determinado som, sua mente revive o trauma, gerando uma sensação de pânico e estresse.

Por outro lado, se uma pessoa sofre de hipersensibilidade auditiva, ela pode desenvolver fonofobia quando se encontra em um ambiente hostil. Já que sons como o estouro de um balão ou giz arranhando o quadro-negro podem causar ansiedade em uma pessoa que tem essa condição.

Embora essas causas sejam apoiadas por vários estudos, nenhuma razão específica foi estabelecida que causa a fonofobia. Bem, como mencionado no início, sendo uma condição relacionada ao campo psicológico, ainda não é possível determinar uma causa específica. Há inclusive pacientes que, sem história traumática, apresentam fonofobia.

Sintomas de uma pessoa com fonofobia

Existem vários distúrbios auditivos, por isso é importante consultar um especialista para obter um diagnóstico adequado. No entanto, conhecer os sintomas dessa condição pode ajudá-lo a entender melhor essa condição, especialmente se você ou alguém próximo a você sofre com isso.

Os desconfortos que ocorrem durante um ataque de fonofobia variam de leves, como sudorese excessiva, a graves com repercussões físicas graves, por exemplo, taquicardia.

  • Sensação de terror com barulhos altos. Como todas as fobias, os pacientes têm um medo irracional neste caso de ruídos altos, como fogos de artifício ou ferramentas elétricas.
  • Sensação de fuga. É comum que as pessoas que sofrem desse tipo de transtorno psicológico queiram fugir da situação que as estressa. Nesse caso, o prolongamento de um barulho alto pode fazer com que as pessoas queiram fugir.
  • Ataques de pânico/ansiedade. A pessoa com fonofobia pode se sentir em perigo mesmo em uma situação que parece normal para qualquer outra pessoa. Isso devido ao barulho do ambiente.
  • Náuseas e tonturas podem ser leves ou graves. Por isso, é aconselhável ir a um local seguro quando esses sintomas começarem a aparecer.
  • Mudanças repentinas de humor. A fonofobia pode fazer com que uma pessoa passe de ansiosa a irritável, sem um motivo separado. Ela pode até parecer irritada com as pessoas ao seu redor.

Como curar a fonofobia?

Se você está procurando como curar a fonofobia, a resposta pode decepcioná-lo, pois não há cura para esse problema. Mas, como qualquer outro transtorno de natureza psicológica, é possível controlá-lo por meio de diversas terapias, além do acompanhamento constante com um psicólogo.

Entre as terapias mais eficazes para pacientes com fonofobia estão:

  • Exposição ao ruído Esta terapia consiste em expor o paciente a diferentes sons, regulando o volume e o tempo de exposição. Embora possa parecer assustador para o paciente, esse tipo de terapia tem bons resultados porque o paciente entende que o som não representa nenhum perigo. Além disso, é feito em grupo.
  • TCC (cognitivo-comportamental). Essa terapia busca que o paciente transforme seus pensamentos negativos em positivos, por meio de ferramentas que, por sua vez, o auxiliem no tratamento da ansiedade. Durante esta terapia, o paciente terá que contar ao terapeuta sobre seus pensamentos irracionais. Enquanto isso será responsável por reformular questões estratégicas.
  • Métodos de relaxamento. Controlar sua respiração é muito eficaz para conter os ataques de pânico à medida que eles acontecem. PMR (relaxamento muscular progressivo) também pode ajudar a aliviar a sensação de angústia.

Qualquer método de relaxamento pode ajudar a controlar as emoções negativas. Além disso, podem ser realizadas acompanhadas de outras terapias, como as já citadas acima.

Problemas auditivos podem causar problemas em nossas vidas diárias. Embora a fonofobia seja classificada dentro dos problemas psicológicos, não é menos importante por isso. Deve ser considerada como uma condição que requer tratamento e é necessário divulgar as informações existentes para promover a saúde integral.

.

Ahora puedes escuchar fácilmente cualquier cosa

Inscríbase para estar comunicado de las últimas novedades y descuentos

Solução auditiva recarregável alternativa para aparelhos auditivos

Precio: 309,00€

Comprar ahora